19.6.14

Por memória: o que se espera da Presidente do PS


Em altura de conflito aberto entre  protagonistas relevantes da acção política do PS, recorde-se este ponto dos estatutos em vigor:

"O Presidente do Partido empenha a sua magistratura moral na defesa da unidade e coesão do Partido e no respeito pelos princípios e valores da sua Declaração de Princípios e Programa do Partido"

1 comentário:

@zulebranco disse...

Na realidade assim é, mas também podia e devia fazer mais,pois nada fazendo corre o grande risco de ser cúmplice e responsável juntamente com a actual direcção pela destruição da esperança de um futuro mais risonho.
O PS não é a actual direcção que não respeita a história e a dignidade do partido e os anseios de mudança do Povo.
Cabe à actual presidente do Partido ser digna do lugar que ocupa e seguir e fazer seguir à risca os estatutos do partido honrando todos a sua história e pergaminhos