7.9.14

Fechei a porta à política

A minha entrevista à Visão, agora online:

http://visao.sapo.pt/paulo-pedroso-fechei-a-porta-a-politica=f794806

5 comentários:

A.R. disse...

Gostei muito da entrevista. Serena e avisada.

António Souto disse...

Direto e conciso. Mas se calhar, sobretudo nesta fase que atravessamos, no país e no PS, a tua presença era capaz de ser mesmo uma mais-valia. Força, felicidades e Grande Abraço.

Sérgio Duarte disse...

Caro Paulo Pedroso,

Lendo a sua entrevista e sabendo o que sei hoje sobre o Processo Casa Pia, é impossível não ficar revoltado por ter sido forçado a abandonar a política activa e por não ter continuado a dar o seu contributo para a nossa comunidade. Ficámos todos a perder. Espero que um dia a injustiça de que foi vítima deixe de ser o obstáculo que, pelos vistos, ainda é. Muitas felicidades!

Acácio Lima disse...

01- SIGO DESDE 2000 A ATIVIDADE POLÍTICA DE PAULO PEDROSO.

02- TINHA ACABADO DE PERDER O MEU GRANDE AMIGO ERNESTO MELO ANTUNES.

03- ESTAVA “ORFÃO”.

EIS SENÃO QUANDO AVISTO PAULO PEDROSO, E RAPIDAMENTE CONCLUI, QUE ELE CONCENTRAVA TODAS AS QUALIDADES E SABERES POLÍTICOS DE MELO ANTUNES, NADAVA NO MESMO CALDO CULTURAL, E SABIA MEDIR MUITO BEM O TIMBRE DAS “CONDIÇÕES SUBJETIVAS”.

04- OS MEUS “DEVANEIOS” POLÍTICOS, FICAM EM STAND BY, ATÉ QUE ENCONTRE, NO QUE PAULO PEDROSO ESCREVE OU DECLARA, UM “SUPORTE” PARA PASSAR DO “DEVANEIO” À AFIRMAÇÃO.

É O FILTRO.

É O CRIVO!!!

PASSA – NÃO PASSA.

É O CALIBRE DO PASSA OU NÃO PASSA.

OU SERVE OU É REJEITADO.



ACÁCIO LIMA

P. disse...

OK, mas não percas a chave!