12.10.11

Mercado, economia de mercado, limão, limonada.

As economias de mercado não são feitas apenas de mercados. eis o que Milton Friedmann não percebeu, segundo Dany Rodrik. A sua imagem é poderosa: se o lápis de Friedmann deixou de ser global para passar a ser chinês há uma chave para o facto e não é o mercado; tal como uma limonada não se faz sem limão nem só de sumo de limão, quem pensa que o mercado é tudo alimenta erros sérios com consequências significativas. Leia na fonte:

Markets are the essence of a market economy in the same sense that lemons are the essence of lemonade. Pure lemon juice is barely drinkable. To make good lemonade, you need to mix it with water and sugar. Of course, if you put too much water in the mix, you ruin the lemonade, just as too much government meddling can make markets dysfunctional. The trick is not to discard the water and the sugar, but to get the proportions right. Hong Kong, which Friedman held up as the exemplar of a free-market society, remains the exception to the mixed-economy rule – and even there the government has played a large role in providing land for housing.

Sem comentários: