18.1.09

Um pé dentro e outro fora

Ou eu o estou a perceber muito mal e ele pode corrigir-me, ou o Elísio Estanque escreve com um pé dentro e outro fora do PS. Pior,não o faz por hesitar, como Manuel Alegre, na relação que o seu espaço de opinião deve ter com o futuro do PS, mas por medo de um eventual novo partido ainda não estar maduro. Respeito profundamente, umas vezes concordando e outras discordando, a reflexão que Alegre tem em curso. Acho,como ele, que é urgente uma renovação programática da esquerda que esteja disponível para põr em causa a tendência excessivamente centrista que se desenvolveu no PS Mas se o Elísio entende que a sua relação com o PS se tornou meramente táctica e exterior, terá que conceder que essa atitude, infeliz mas logicamente, conferirá a outros legitimidade para ver da mesma maneira o espaço político em que se insere.

1 comentário:

Elísio Estanque disse...

Só me posso sentir honrado pela atenção que o Paulo Pedroso me dedicou no seu blogue (Banco Corrido). A acusação que me faz de ter uma “relação meramente táctica e exterior” com o PS ou de escrever com “um pé dentro e outro fora” do partido é, afinal, a mesma (salvo as devidas distâncias) com que Manuel Alegre tem sido brindado pela actual direcção do partido. No que me diz respeito.... (ver http://boasociedade.blogspot.com/)