17.2.14

Más notícias sobre a saída da crise vindas da história económica

A história económica das crises ensina - segundo este texto de Òscar Jordà, Moritz HP. Schularick, Alan M. Taylor - que as crises financeiras levam a perdas de 5% do PIB per capita, demoram 5 anos a recuperar, que a recessão é mais profunda e demora mais a desaparecer quando a crise é precedida por uma bolha de crédito e que a recuperação é ainda mais lenta quando uma crise de dívida coincide com um nível elevado de dívida pública.
Só más notícias, que a política devia ter em conta, quer na definição de terapias que não agravem a crise, quer nas promessas de ritmos de recuperação económica do país.


2 comentários:

ferma disse...

-Os Países mais democráticos e desenvolvidos do mundo, não têm como regime o socialismo. Por isso são efectivamente desenvolvidos. Dou como exemplo alguns países, como em quase toda a Europa democrática, EU, Canadá, Japão Coreia do Sul, Austrália e muitos outros. Ao contrário Países onde perdura o socialismo ou a esquerda, é só miséria, pobreza, fome e desgraça. Em Portugal estamos em período de austeridade, motivado pelo despesismo socialista a troco de votos. Este governo está a governar e a corrigir as asneiras socialistas que nos têm desgraçado nos últimos 40 anos. Chega de tanta asneira e espero sinceramente que o povo nas próximas eleições esteja atento e não se deixe enganar novamente por banhas da cobra que estão mais em defesa do partido do que o País.

ferma disse...

nao concordo com estes argumentos como é obio mas gostava de saber como o paulo responderia a este comenta; "-Os Países mais democráticos e desenvolvidos do mundo, não têm como regime o socialismo. Por isso são efectivamente desenvolvidos. Dou como exemplo alguns países, como em quase toda a Europa democrática, EU, Canadá, Japão Coreia do Sul, Austrália e muitos outros. Ao contrário Países onde perdura o socialismo ou a esquerda, é só miséria, pobreza, fome e desgraça. Em Portugal estamos em período de austeridade, motivado pelo despesismo socialista a troco de votos. Este governo está a governar e a corrigir as asneiras socialistas que nos têm desgraçado nos últimos 40 anos. Chega de tanta asneira e espero sinceramente que o povo nas próximas eleições esteja atento e não se deixe enganar novamente por banhas da cobra que estão mais em defesa do partido do que o País."