18.2.11

A neutralidade pode ser um refúgio da parcialidade passiva.

A neutralidade raramente é imparcial e neste caso é óbvio quem receiam aqueles que a invocaram. Dois séculos e tal depois, a igualdade de direitos civis ainda incomoda, mesmo na Europa. Como sabem, os que se lhe opunham no século XVIII eram reacionários, agora são só pessoas que sobrevalorizam o sentido de oportnidade. Para quê ter problemas com assuntos tão incómodos? Essses militante irritam, pá.

PS. A tendência políica recente para o abuso do refúgio na neutralidade parcial nem é exclusivo do Ministério da Educação, nem destas matérias. Ainda me lembro, por exemplo, de o Parlamento não querer incomodar-se com a lei da (falta de) liberdade de imprensa na Hungria, que vai agora ser emendada por iniciativa dos seus próprios autores, porque noutros foruns houve quem se desse ao trabalho de os pressionar. E quantos partidos apresentaram moções de regozijo pelo Prémio Nobel da Paz preso na China? Sabem quantos foram?

4 comentários:

Antonio disse...

Diria eu ZERO partidos... estarei enganado? Uma lassidão democrática silenciosa e paulatinamente instalada domina as sociedades abastadas - a qual me deixa ainda incrédulo e recorda que o paradigma em que me formei foi-se de vez. Teremos um paradigma participativo alternativo? Tou sem pistas.
antonio.m.andre

one hundred trillion dollars disse...

PS. A tendência políica ?

A imparcialidade ou a neutralidade apenas existem como conceitos

Franguska Rafaliska disse...

A neutralidade é um sub-produto de imaginação muito activa

do mesmo modo que a ditadura é um sub-produto do poder

DERRUBANDO OS VELHOS ÍDOLOS PARA IMPLANTAR NOVOS-ENCONTRANDO A PACIÊNCIA QUE NOS FALTA PARA VER HUMANIDADE NOS OUTROS QUE NÃO SÃO HUMANOS COMO NÓS
DE QUALQUER MODO NÃO PERDI TEMPO A PENSAR NOS PECADOS DITATORIAIS

OS PASSAGEIROS DAS DITADURAS SÃO REFUGIADOS DE CLÍNICAS GERIÁTICAS

ASSIM COMO OS DAS DEMOCRACIAS

SER DITATORIAL É UMA CONDIÇÃO QUE TODOS OS QUE SE APEGAM AO PODER

ATINGEM DESDE QUE CONTINUEM A INSPIRAR E EXPIRAR DURANTE MUITO TEMPO

A TERCEIRA IDADE NÃO É UMA REALIZAÇÃO QUE TEMOS DE VENERAR

É ALGO QUE ACONTECE QUER SE QUEIRA QUER NÃO

COMO CAIR DA CADEIRA DO PHODER

E A JUVENTUDE ISLAMITA TAMBÉM NÃO É UMA OFENSA QUE SE DEVE CASTIGAR

QUEREM TER OS MESMOS DIREITOS DAS VELHAS ÉLITES

AGARRADAS AO PHODER

É UMA ASPIRAÇÃO UNIVERSAL

DERRUBAR OS VELHOS QUE BLOQUEIAM O CAMINHO

Os ditadores simplesmente não se reformam

necessitam da sua dose de poder

nisso são como os democratas e afins

parcialidade activa num há?

Ana Paula Fitas disse...

Caro Paulo,
Faço link.
Obrigado.
Abraço.