12.3.09

O Ministério da Saúde garante que não há discriminação de dadores de sangue em função da orientação sexual

A Maria Antónia Almeida Santos e eu próprio interrogámos o Ministério da Saúde sobre a alegação de existência de discriminação de cidadãos homossexuais na dádiva de sangue. Entre a pergunta e a resposta houve quem ficasse irritado por eu ter vontado contra uma iniciativa legislativa do Bloco de esquerda que pressupunha a existência de tal discriminação. O Ministério da Saúde responde-nos agora, afirmando que "os seviços de recolha de sangue não restringem a dádiva de sangue por parte de cidadãos homossexuais em função da sua orientação sexual, mas tão só com base na avaliação do risco potencial associado ao estado de saúde e aos hábitos de vida dos dadores". Os fundamentos desta conclusão são apresentados na resposta que publiquei online e a que poderá aceder aqui. Depois de desfeita a dúvida sobre a existência de discriminação, a menos que alguem refute com base em elementos verificáveis, a garantia do Ministério da Saúde, a questão reconduz-se a outra, a da ponderação entre a generosidade do dador e o dever de garantir a segurança do sangue recolhido e a confiança no sistema de recolha. Será adequado barrar a dádiva de sangue em função da avaliação de que há um risco acrescido de exposição ao vírus da AIDS? Parece-me um debate que deve manter-se aberto,mas totalmente distinto da alegação de discriminação. Estarei errado?

2 comentários:

P. disse...

Pregunta: teve relações homosexuais?
Resposta: não podemos aceitar o seu sangue.
Não é discriminação?

A pergunta não é teve: relações homossexuais com risco/desprotegidas?
A pergunta não é: teve relações homossexuais com vários parceiros?

E aos heterossexuais, exigem certificado de fidelidade?

Carlos Santos disse...

Peço-lhe desculpa, Dr. Paulo Pedroso, mas a atitude censória de um blog ligado ao PSD por um post que fiz no meu sobre o ridículo do Ribeiro e Castro ir fazer queixinhas do PM ao Trichet deu direito a um ataque ao mensageiro (eu) num post dum tal J. Vacas, que ninguém no 31 pode comentar.
Fica o link se quiser ver o filme: http://tinyurl.com/bf8qmx