8.9.11

O fim da comparticipação da pílula contraceptiva.

Fazer cortes na despesa pode ser um acto de gestão. A escolha dos cortes é uma decisão política. esta em particular é o símbolo perfeito de uma ofensiva ideológica. A direita pura e dura não dorme na forma, como se vê.

1 comentário:

J.C. disse...

As informações apontam apenas para que deixe de haver comparticipação nas compras em farmácia, poderá continuar a ser distribuida nas consultas (normais? Planeamento familiar?).
A pilula apenas era comparticipada com receita médica, perde-se então o quê?
J.C.